Seja bem vindo!

Quem somos

Minha foto
Tati e Cartei
Amigas pelo destino. Irmãs de coração. Sejam bem vindos!
Visualizar meu perfil completo

Objetivos do Blog

Esse blog tem como objetivo principal informá-los sobre diversos temas.
Vamos falar de músicas, vídeos, livros, viagens, saúde, trabalho, concursos, atualidades em geral e muito mais! Fiquem atentos, pois várias surpresas vão acontecer. Como fazer isso? Apenas um "ENTER" e terá informações verídicas e confiáveis.
Desde já, nosso muito obrigada!

Tati e Cartei

Já passaram por aqui..."Visitantes"

Assine via e-mail

Enter your email address:

Telefones úteis do RJ

-193 Bombeiros
-190 Polícia
-192 Ambulância
-199 Defesa Civil
-2590-2121 Anjos do Asfalto
-2233-9191 Centro de Valorização da Vida
-2286-8337 Crianças Desaparecidas (9h às 18h)
-3399-3690 Delegacia da Mulher
-3399-7171 Delegacia de Atendimento ao Turista
-2253-1177 Disque Denúncia
-3399-3853 /2242-1832 Instituto Médico Legal
-2573-3244 Intoxicação
-2293-8697 Plantão e Autorização de Viagens
-3399-3217 Polícia Civil
-2291-2142 Polícia Federal
-3399-4857 /2625-1530 Polícia Rodoviária Estadual
-2471-6111 Polícia Rodoviária Federal
-2220-0515 Salvaero
-2253-6572 Salvamar
-2589-5656 S.O.S. Criança Abrapia (8h às 18h)
-2563-1159 Achados e Perdidos (8h às 17h)
-2533-4343 Aerobarco
-3398-5050/0800-999099 Aeroporto Internacional (24 horas) 3325-2833 Aeroporto Jacarepaguá
-0800-244646 Aeroporto Santos Dumont
-2507-4558 AFDM - Brasil (9h às 17h)
-2220-5065 Al-Anon Orientação a Famílias de Alcoólicos (9:30h às 17:30h)
-2253-9283/2233-4813/2240-6738 Alcoólicos Anônimos
-2285-6229 Banco de Olhos
-2533-6661 Barcas
-3870-5320/2233-8412 Capitania dos Portos
-2252-4067 Cet-Rio (8h às 20h)
-2566-1531 Comlurb / Desratização
-2297-0195 Cedae
-0800-240197 CEG
-2460-4042 DETRAN (Serviço de Atendimento ao Cliente)
-2460-4041 DETRAN (Disque Habilitação)
-2460-4040 DETRAN (Disque Vistoria)
-2518-2221 Disque Aids (12h às 18h)
-2263-7267/2263-5668 DNER (Geral)
-2589-0066 FEEMA (10h às 16:30h)
-2503-2280/2503-2281 Fiscalização Sanitária (8h às 17h)
-2254-2100 Fiscalização Sanitária (17h às 6h) dias úteis
-2588-9494 Supervia (Trens Urbanos)
-2240-0483/2262-4141 Grupo de Apoio à Vida (7h às 22h)
-2518-3993 Grupo pela VIDA (9h às 20h)
-0800-618080 IBAMA
-0800-780191 INSS (7h às 19h) - PREVFONE
-2293-8096 Inst. Felix Pacheco (IFP) (9h às 16h)
-2503-2000 Ligue Educação (9h às 17h)
-0800-210196 Luz e Força (DISQUE LIGHT)
-2483-5357 Metrô (Serviço de Atendimento ao Cliente)
-2533-5015 Narcóticos Anônimos
-2233-0220 Neuróticos Anônimos
-1512 Procon
-2587-6444/2587-6464 Programa Rio Transplante (Informações)
-2587-6111 Programa Rio Transplante (Notificação de Morte Encefálica)
-0800-780300 Receita Federal (10h às 16h)
-2542-8080 RioTur (9h às 18h)
-2291-5151 Rodoviária Novo Rio
-2589-1234 Teleburaco (9h às 17h)
-0800-5700100 Telegrama Fonado
-2232-4398 Telejardim (9h às 16h)
-2295-2121/2295-2295 Hospital Rocha Maia (Botafogo)
-2274-2121/2274-6050 Hospital Municipal Miguel Couto (Gávea)
-2287-2322 Hospital de Ipanema (Ipanema)
-2294-5582 Hospital da Lagoa (Jardim Botânico)
-2221-2121/2296-4114 Hospital Municipal Souza Aguiar (Centro)
-2291-3131 Hospital dos Servidores do Estado (Centro)
-2268-4412 Hospital do Andaraí (Andaraí)
-2560-6882 Hospital Geral de Bonsucesso (Bonsucesso)
-2260-9322/2260-4388 Centro de Prom. Social Abrigo Cristo Redentor (Bonsucesso)
-2564-2010 Hospital Universitário da UFRJ (Ilha do Fundão)
-3396-0123 Hospital Municipal Paulino Werneck (Ilha do Governador)
-2462-1630 Hospital N.Sra do Loreto (Ilha do Governador)
-2568-7722 Policlínica Piquet Carneiro (Mangueira)
-2501-0112/2501-2121 Hospital Municipal Salgado Filho (Meier)
-2560-7772/2590-1042 Hospital Estadual Getúlio Vargas (Penha)
-2289-0349/2597-1132 Hospital de Piedade (Piedade)
-3372-6820/3372-6600 Hospital Carmela Dutra (Rocha Miranda)
-2568-9760/2569-5925 Hospital Univ.Gaffrée Guinle (Tijuca)
-2587-6100 Hospital Universitário Pedro Ernesto (Vila Isabel)
-2431-1818 Hospital Municipal Lourenço Jorge (Barra da Tijuca)
-3394-0123 Hospital Estadual Rocha Faria (Campo Grande)
-2445-0279 Hospital Raphael Paula Souza (Curicica) -2425-2255 Hospital Geral Cardoso Fontes (Jacarepaguá)
-3390-0123 Hospital Estadual Carlos Chagas (Marechal Hermes)
-3331-0123 Hospital Estadual Albert Schweitzer (Realengo)
-3395-0123 Hospital Estadual Pedro II (Santa Cruz)
-2457-4911 Policlínica Guarnição da Vila Militar (Vila Militar)
-2542-3049 Instituto Psiquiátrico Philipe Pinel - Psiquiatria (Botafogo)
-2217-4110 Hospital do Câncer - Oncologia - Instituto Nacional do Câncer (Centro)
-2297-7772 Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia - Ortopedia (Centro)
-2597-4242/2269-2121 Centro Psiquiátrico Pedro II - Psiquiatria (Engenho de Dentro)
-2423-3138 Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária - Dermatologia (Jacarepaguá) - antigo Hospital Estadual Colônia Curupaiti (Hanseníase)
-2285-3344 Hospital de Cardiologia de Laranjeiras - cardiologia (Laranjeiras)
-2577-4242 Hospital Luiza Gomes de Lemoss - Oncologia - Instituto Nacional do Câncer (Vila Isabel)
-2221-7577 Instituto de Ginecologia da UFRJ - Ginecologia (Centro)
-2507-6001 Hospital Maternidade da Praça XV - Maternidade (Centro)
-2597-3552 Hospital Maternidade Carmela Dutra - Maternidade (Lins de Vasconcelos)
-2450-2580/2450-2062 Hospital e Maternidade Alexander Fleming - Maternidade (Marechal Hermes)
-2445-0279 Maternidade Leila Diniz - Maternidade (Jacarepaguá)
-2285-7935 Maternidade Escola UFRJ - Maternidade (Laranjeiras)
-2553-0052 Instituto Fernandes Figueira - Maternidade (Flamengo)
-2580-8343 Instituto Municipal da Mulher Fernando Magalhães - Maternidade (São Cristóvão)
-3390-0180 Unidade Integrada de Saúde Herculano Pinheiro - Maternidade (Madureira)
-2590-4742/2590-4290 Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira UFRJ - Pediatria (Ilha do Fundão)
-2273-1127 Hospital Municipal Salles Neto - Pediatria (Rio Comprido)
-2569-4088 Hospital Municipal Jesus - Pediatria (Vila Isabel)
-2286-7272 Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro - Cardiologia (Humaitá)
-2221-7577 Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione - Endocrinologia (Centro)
-2290-1943/2598-4242 Hospital Evandro Chagas - FIOCRUZ - Doenças Infecto-Contagiosas (Manguinhos)
-2580-0868 Instituto de Infectologia São Sebastião - Doenças Infecto-Contagiosas (Caju)
-2568-9122 Hospital Municipal Barata Ribeiro - Ortopedia (Mangueira)
-2580-2773 Hospital Estadual Anchieta - Ortopedia (Caju)
-2516-1404 Hospital de Oncologia - Oncologia - Instituto Nacional do Câncer (Santo Cristo)
-2242-6080 Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti - Hematologia (Centro)
-2568-0354 Instituto Municipal de Medicina Física Oscar Clarck - Medicina Física (Maracanã)
-2232-0530 Instituto Estadual de Radiologia Manuel de Abreu - Radiologia (Centro)
-2446-4455 Hospital Estadual Santa Maria - Tisiologia e Pneumologia (Jacarepaguá)
-2446-5177 Colônia Juliano Moreira - Psiquiatria (Taquara)
-2295-2549 Instituto de Psiquiatria UFRJ - Psiquiatria (Botafogo)
-2295-6282 Instituto de Neurologia Deolindo Couto - Neurologia (Botafogo)
-2569-7929 Instituto de Geriatria e Gerontologia Miguel Pedro - Geriatria (Vila Isabel)
-2254-2100 Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman - Veterinária (Mangueira)

Encontre aqui o que procura.

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 31 de março de 2011

Autismo

                
O que é?
É uma alteração cerebral que afeta a capacidade da pessoa se comunicar, estabelecer relacionamentos e responder apropriadamente ao ambiente. Algumas crianças apesar de autistas apresentam inteligência e fala intactas, outras apresentam também retardo mental, mutismo ou importantes retardos no desenvolvimento da linguagem. Alguns parecem fechados e distantes outros presos a comportamentos restritos e rígidos padrões de comportamento.
Características comuns
  • Não estabelece contado com os olhos
  • Parece surdo
  • Pode começar a desenvolver a linguagem mas repentinamente isso é completamente interrompido sem retorno.
  • Age como se não tomasse conhecimento do que acontece com os outros
  • Ataca e fere outras pessoas mesmo que não exista motivos para isso
  • É inacessível perante as tentativas de comunicação das outras pessoas.
  • Ao invés de explorar o ambiente e as novidades restringe-se e fixa-se em poucas coisas.
  • Apresenta certos gestos imotivados como balançar as mãos ou balançar-se
  • Cheira ou lambe os brinquedos
  • Mostra-se insensível aos ferimentos podendo inclusive ferir-se intencionalmente

Manifestações sociais
Muitas vezes o início é normal, quando bebê estabelece contato visual, agarra um dedo, olha na direção de onde vem uma voz e até sorri. Contudo, outras crianças apresentam desde o início as manifestações do autismo. A mais simples troca de afeto é muito difícil, como, por exemplo, o próprio olhar nos olhos que é uma das primeiras formas de estabelecimento de contato afetivo. Toda manifestação de afeto é ignorada, os abraços são simplesmente permitidos mas não correspondidos. Não há manifestações de desagrado quando os pais saem ou alegria quando volta para casa.
As crianças com autismo levam mais tempo para aprenderem o que os outros sentem ou pensam, como, por exemplo, saber que a outra pessoa está satisfeita porque deu um sorriso ou pela sua expressão ou gesticulação.
Além da dificuldade de interação social, comportamentos agressivos são comuns especialmente quando estão em ambientes estranhos ou quando se sentem frustradas.


Razões para esperança
Quando os pais de uma criança autista descobrem que seu filho é autista muitas vezes cultivam durante algum tempo ainda a esperança de que ele ira recuperar-se completamente. Algumas famílias negam o problema e mudam de profissional até encontrar alguém que lhes diga um outro diagnóstico. Como seres humanos a dor sentida pode ser superada, nunca apagada, mas a vida deve manter seu curso. Hoje mais do que antigamente há recursos para tornar as crianças autistas o mais independente possível. A intervenção precoce, a educação especial, o suporte familiar e em alguns casos medicações ajudam cada vez mais no aprimoramento da educação de crianças autistas. A educação especial pode expandir suas capacidades de aprendizado, comunicação e relacionamento com os outros enquanto diminui a freqüência das crises de agitação. Enquanto não há perspectiva de cura podemos desde já melhorar o que temos, o desenvolvimento da qualidade de vida de nossas crianças autistas.


Diagnóstico
Os pais são os primeiros a notar algo diferente nas crianças com autismo. O bebê desde o nascimento pode mostrar-se indiferente a estimulação por pessoas ou brinquedos, focando sua atenção prolongadamente por determinados itens. Por outro lado certas crianças começam com um desenvolvimento normal nos primeiros meses para repentinamente transformar o comportamento em isolado. Contudo, podem se passar anos antes que a família perceba que há algo errado. Nessas ocasiões os parentes e amigos muitas vezes reforçam a idéia de que não há nada errado, dizendo que cada criança tem seu próprio jeito. Infelizmente isso atrasa o início de uma educação especial, pois quanto antes se inicia o tratamento, melhor é o resultado.
Não há testes laboratoriais ou de imagem que possam diagnosticar o autismo. Assim o diagnóstico deve feito clinicamente, pela entrevista e histórico do paciente, sempre sendo diferenciado de surdez, problemas neurológicos e retardo mental. Uma vez feito o diagnóstico a criança deve ser encaminhada para um profissional especializado em autismo, este se encarregará de confirmar ou negar o diagnóstico. Apesar do diagnóstico do autismo não poder ser confirmado por exames as doenças que se assemelham ao autismo podem. Assim vários testes e exames podem ser realizados com a finalidade de descartar os outros diagnósticos.
Dentre vários critérios de diagnóstico três não podem faltar: poucas ou limitadas manifestações sociais, habilidades de comunicação não desenvolvidas, comportamentos, interesses e atividades repetitivos. Esses sintomas devem aparecer antes dos três anos de idade.


Tratamento
Foge ao objetivo desde site entrar em maiores detalhes a respeito do autismo em geral e sobre o tratamento especificamente. Há fontes mais completas e mais detalhadas na Web: aqui nos restringimos a uma abordagem superficial.
Contudo, vale a pena fazer algumas citações. Não há medicações que tratem o autismo, mas muitas vezes elas são usadas para combater efeitos específicos como agressividade ou os comportamentos repetitivos por exemplo. Até bem pouco tempo usava-se o neuroléptico para combater a impulsividade e agitação, mais recentemente antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina vêem apresentando bons resultados, proporcionando maior tranquilidade aos pacientes. As medicações testadas e com bons resultados foram a fluoxetina, a fluvoxamina, a sertralina e a clomipramina. Dentre os neurolépticos a clorpromazina, o haloperidol e a tioridazina também podem ser usadas dentre outras.
Para o autismo não há propriamente um tratamento, o que há é um treinamento para o desenvolvimento de uma vida tão independente quanto possível. Basicamente a técnica mais usada é a comportamental, além dela, programas de orientação aos pais. Quanto aos procedimentos são igualmente indispensáveis, pois os pais são os primeiros professores. Uma das principais tarefas dos pais é a escolha de um local para o treinamento do filho com autismo. Apresentamos aqui algumas dicas para que a escolha seja a mais acertada possível:

  • Os locais a serem selecionados apresentam sucesso nos treinamentos que realiza?
  • Os profissionais dos locais são especialmente treinados com esse fim?
  • Como são planejadas e organizadas as atividades?
  • As atividades são previamente planejadas e rotineiras?
  • Como o progresso é medido?
  • Como cada criança é observada e registrada quanto a evolução?
  • O ambiente é planejado para minimizar as distrações?
  • O programa irá preparar os pais para continuar o treinamento em casa?

Casos Clínicos
Henrique

Quando criança pequena era afetuoso e brincalhão. Aos seis meses sentava-se e engatinhava, aos 10 começou a andar e aos 13 meses já podia contar. Um dia aos 18 meses sua mãe o encontrou sentado na cozinha brincando com as panelas de forma estereotipada (repetindo sempre os mesmos movimentos) e de tal forma concentrado que não respondeu às solicitações da mãe. Desse dia em diante a mãe se recorda que foi como se ele tivesse se transformado. Parou de relacionar-se com os outros. Freqüentemente corre ziguezagueando em volta de casa. Tornou-se fixado por lâmpadas elétricas, corre em volta de casa apagando e acendendo as luzes e se alguém tenta interrompê-lo ele torna-se agitado batendo e mordendo quem estiver pela frente.
Joana
Desde o dia em que nasceu Joana apresentou comportamento anormal, parecia diferente das demais crianças. Numa idade em que a maioria das crianças é curiosa e quer ver tudo, Joana mexia-se pouco no berço e não respondia aos ruídos dos brinquedos. Seu desenvolvimento não se deu na ordem esperada, ficou de pé antes de engatinhar, e quando andava era na ponta dos pés. Aos dois anos e meio de idade ainda não falava apenas agarrava as coisas ou gritava pelo que queria. Era capaz de ficar sentada durante horas olhando para um de seus brinquedos. Durante uma sessão de avaliação passou todo o tempo puxando os tufos do agasalho da psicóloga.
            Fonte:http://www.psicosite.com.br/tra/inf/autismo.htm


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails

Discover Brazil

Leve-me com você




 
2009 Template Buc�lico|Templates e Acess�rios