Seja bem vindo!

Quem somos

Minha foto
Tati e Cartei
Amigas pelo destino. Irmãs de coração. Sejam bem vindos!
Visualizar meu perfil completo

Objetivos do Blog

Esse blog tem como objetivo principal informá-los sobre diversos temas.
Vamos falar de músicas, vídeos, livros, viagens, saúde, trabalho, concursos, atualidades em geral e muito mais! Fiquem atentos, pois várias surpresas vão acontecer. Como fazer isso? Apenas um "ENTER" e terá informações verídicas e confiáveis.
Desde já, nosso muito obrigada!

Tati e Cartei

Já passaram por aqui..."Visitantes"

Assine via e-mail

Enter your email address:

Telefones úteis do RJ

-193 Bombeiros
-190 Polícia
-192 Ambulância
-199 Defesa Civil
-2590-2121 Anjos do Asfalto
-2233-9191 Centro de Valorização da Vida
-2286-8337 Crianças Desaparecidas (9h às 18h)
-3399-3690 Delegacia da Mulher
-3399-7171 Delegacia de Atendimento ao Turista
-2253-1177 Disque Denúncia
-3399-3853 /2242-1832 Instituto Médico Legal
-2573-3244 Intoxicação
-2293-8697 Plantão e Autorização de Viagens
-3399-3217 Polícia Civil
-2291-2142 Polícia Federal
-3399-4857 /2625-1530 Polícia Rodoviária Estadual
-2471-6111 Polícia Rodoviária Federal
-2220-0515 Salvaero
-2253-6572 Salvamar
-2589-5656 S.O.S. Criança Abrapia (8h às 18h)
-2563-1159 Achados e Perdidos (8h às 17h)
-2533-4343 Aerobarco
-3398-5050/0800-999099 Aeroporto Internacional (24 horas) 3325-2833 Aeroporto Jacarepaguá
-0800-244646 Aeroporto Santos Dumont
-2507-4558 AFDM - Brasil (9h às 17h)
-2220-5065 Al-Anon Orientação a Famílias de Alcoólicos (9:30h às 17:30h)
-2253-9283/2233-4813/2240-6738 Alcoólicos Anônimos
-2285-6229 Banco de Olhos
-2533-6661 Barcas
-3870-5320/2233-8412 Capitania dos Portos
-2252-4067 Cet-Rio (8h às 20h)
-2566-1531 Comlurb / Desratização
-2297-0195 Cedae
-0800-240197 CEG
-2460-4042 DETRAN (Serviço de Atendimento ao Cliente)
-2460-4041 DETRAN (Disque Habilitação)
-2460-4040 DETRAN (Disque Vistoria)
-2518-2221 Disque Aids (12h às 18h)
-2263-7267/2263-5668 DNER (Geral)
-2589-0066 FEEMA (10h às 16:30h)
-2503-2280/2503-2281 Fiscalização Sanitária (8h às 17h)
-2254-2100 Fiscalização Sanitária (17h às 6h) dias úteis
-2588-9494 Supervia (Trens Urbanos)
-2240-0483/2262-4141 Grupo de Apoio à Vida (7h às 22h)
-2518-3993 Grupo pela VIDA (9h às 20h)
-0800-618080 IBAMA
-0800-780191 INSS (7h às 19h) - PREVFONE
-2293-8096 Inst. Felix Pacheco (IFP) (9h às 16h)
-2503-2000 Ligue Educação (9h às 17h)
-0800-210196 Luz e Força (DISQUE LIGHT)
-2483-5357 Metrô (Serviço de Atendimento ao Cliente)
-2533-5015 Narcóticos Anônimos
-2233-0220 Neuróticos Anônimos
-1512 Procon
-2587-6444/2587-6464 Programa Rio Transplante (Informações)
-2587-6111 Programa Rio Transplante (Notificação de Morte Encefálica)
-0800-780300 Receita Federal (10h às 16h)
-2542-8080 RioTur (9h às 18h)
-2291-5151 Rodoviária Novo Rio
-2589-1234 Teleburaco (9h às 17h)
-0800-5700100 Telegrama Fonado
-2232-4398 Telejardim (9h às 16h)
-2295-2121/2295-2295 Hospital Rocha Maia (Botafogo)
-2274-2121/2274-6050 Hospital Municipal Miguel Couto (Gávea)
-2287-2322 Hospital de Ipanema (Ipanema)
-2294-5582 Hospital da Lagoa (Jardim Botânico)
-2221-2121/2296-4114 Hospital Municipal Souza Aguiar (Centro)
-2291-3131 Hospital dos Servidores do Estado (Centro)
-2268-4412 Hospital do Andaraí (Andaraí)
-2560-6882 Hospital Geral de Bonsucesso (Bonsucesso)
-2260-9322/2260-4388 Centro de Prom. Social Abrigo Cristo Redentor (Bonsucesso)
-2564-2010 Hospital Universitário da UFRJ (Ilha do Fundão)
-3396-0123 Hospital Municipal Paulino Werneck (Ilha do Governador)
-2462-1630 Hospital N.Sra do Loreto (Ilha do Governador)
-2568-7722 Policlínica Piquet Carneiro (Mangueira)
-2501-0112/2501-2121 Hospital Municipal Salgado Filho (Meier)
-2560-7772/2590-1042 Hospital Estadual Getúlio Vargas (Penha)
-2289-0349/2597-1132 Hospital de Piedade (Piedade)
-3372-6820/3372-6600 Hospital Carmela Dutra (Rocha Miranda)
-2568-9760/2569-5925 Hospital Univ.Gaffrée Guinle (Tijuca)
-2587-6100 Hospital Universitário Pedro Ernesto (Vila Isabel)
-2431-1818 Hospital Municipal Lourenço Jorge (Barra da Tijuca)
-3394-0123 Hospital Estadual Rocha Faria (Campo Grande)
-2445-0279 Hospital Raphael Paula Souza (Curicica) -2425-2255 Hospital Geral Cardoso Fontes (Jacarepaguá)
-3390-0123 Hospital Estadual Carlos Chagas (Marechal Hermes)
-3331-0123 Hospital Estadual Albert Schweitzer (Realengo)
-3395-0123 Hospital Estadual Pedro II (Santa Cruz)
-2457-4911 Policlínica Guarnição da Vila Militar (Vila Militar)
-2542-3049 Instituto Psiquiátrico Philipe Pinel - Psiquiatria (Botafogo)
-2217-4110 Hospital do Câncer - Oncologia - Instituto Nacional do Câncer (Centro)
-2297-7772 Instituto Nacional de Traumato-Ortopedia - Ortopedia (Centro)
-2597-4242/2269-2121 Centro Psiquiátrico Pedro II - Psiquiatria (Engenho de Dentro)
-2423-3138 Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária - Dermatologia (Jacarepaguá) - antigo Hospital Estadual Colônia Curupaiti (Hanseníase)
-2285-3344 Hospital de Cardiologia de Laranjeiras - cardiologia (Laranjeiras)
-2577-4242 Hospital Luiza Gomes de Lemoss - Oncologia - Instituto Nacional do Câncer (Vila Isabel)
-2221-7577 Instituto de Ginecologia da UFRJ - Ginecologia (Centro)
-2507-6001 Hospital Maternidade da Praça XV - Maternidade (Centro)
-2597-3552 Hospital Maternidade Carmela Dutra - Maternidade (Lins de Vasconcelos)
-2450-2580/2450-2062 Hospital e Maternidade Alexander Fleming - Maternidade (Marechal Hermes)
-2445-0279 Maternidade Leila Diniz - Maternidade (Jacarepaguá)
-2285-7935 Maternidade Escola UFRJ - Maternidade (Laranjeiras)
-2553-0052 Instituto Fernandes Figueira - Maternidade (Flamengo)
-2580-8343 Instituto Municipal da Mulher Fernando Magalhães - Maternidade (São Cristóvão)
-3390-0180 Unidade Integrada de Saúde Herculano Pinheiro - Maternidade (Madureira)
-2590-4742/2590-4290 Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira UFRJ - Pediatria (Ilha do Fundão)
-2273-1127 Hospital Municipal Salles Neto - Pediatria (Rio Comprido)
-2569-4088 Hospital Municipal Jesus - Pediatria (Vila Isabel)
-2286-7272 Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro - Cardiologia (Humaitá)
-2221-7577 Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia Luiz Capriglione - Endocrinologia (Centro)
-2290-1943/2598-4242 Hospital Evandro Chagas - FIOCRUZ - Doenças Infecto-Contagiosas (Manguinhos)
-2580-0868 Instituto de Infectologia São Sebastião - Doenças Infecto-Contagiosas (Caju)
-2568-9122 Hospital Municipal Barata Ribeiro - Ortopedia (Mangueira)
-2580-2773 Hospital Estadual Anchieta - Ortopedia (Caju)
-2516-1404 Hospital de Oncologia - Oncologia - Instituto Nacional do Câncer (Santo Cristo)
-2242-6080 Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti - Hematologia (Centro)
-2568-0354 Instituto Municipal de Medicina Física Oscar Clarck - Medicina Física (Maracanã)
-2232-0530 Instituto Estadual de Radiologia Manuel de Abreu - Radiologia (Centro)
-2446-4455 Hospital Estadual Santa Maria - Tisiologia e Pneumologia (Jacarepaguá)
-2446-5177 Colônia Juliano Moreira - Psiquiatria (Taquara)
-2295-2549 Instituto de Psiquiatria UFRJ - Psiquiatria (Botafogo)
-2295-6282 Instituto de Neurologia Deolindo Couto - Neurologia (Botafogo)
-2569-7929 Instituto de Geriatria e Gerontologia Miguel Pedro - Geriatria (Vila Isabel)
-2254-2100 Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman - Veterinária (Mangueira)

Encontre aqui o que procura.

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Origem e Curiosidades sobre o Ano Novo

Você sabia que o ano-novo se consolidou na maioria dos países há 500 anos? Desde os calendários babilônicos (2.800 a.C.) até o calendário gregoriano, o réveillon mudou muitas vezes de data.
A primeira comemoração, chamada de "Festival de ano-novo" ocorreu na Mesopotâmia por volta de 2.000 a. C. Na Babilônia, a festa começava na ocasião da lua nova indicando o equinócio da primavera, ou seja, um dos momentos em que o Sol se aproxima da linha do Equador onde os dias e noites tem a mesma duração.
No calendário atual, isto ocorre em meados de março (mais precisamente em 19 de março, data que os espiritualistas comemoram o ano-novo esotérico).
Os assírios, persas, fenícios e egípcios comemoravam o ano-novo no mês de setembro (dia 23). Já os gregos, celebravam o início de um novo ciclo entre os dias 21 ou 22 do mês de dezembro.
Os romanos foram os primeiros a estabelecerem um dia no calendário para a comemoração desta grande festa (753 a.C. - 476 d.C.) O ano começava em 1º de março, mas foi trocado em 153 a. C. para 1º de janeiro e mantido no calendário juliano, adotado em 46 a. C. Em 1582 a Igreja consolidou a comemoração, quando adotou o calendário gregoriano.
Alguns povos e países comemoram em datas diferentes. Ainda hoje, na China, a festa da passagem do ano começa em fins de janeiro ou princípio de fevereiro. Durante os festejos, os chineses realizam desfiles e shows pirotécnicos. No Japão, o ano-novo é comemorado do dia 1º de janeiro ao dia 3 de janeiro.
A comunidade judaica tem um calendário próprio e sua festa de ano-novo ou Rosh Hashaná, - "A festa das trombetas" -, dura dois dias do mês Tishrê, que ocorre em meados de setembro ao início de outubro do calendário gregoriano. Para os islâmicos, o ano-novo é celebrado em meados de maio, marcando um novo início. A contagem corresponde ao aniversário da Hégira (em árabe, emigração), cujo Ano Zero corresponde ao nosso ano de 622, pois nesta ocasião, o profeta Maomé, deixou a cidade de Meca estabelecendo-se em Medina.
Contagem decrescente os últimos minutos do dia 31 de Dezembro seja: 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1. Feliz 2004!!!!!! A passagem de Ano Novo é o fim de um ciclo, início de outro. É um momento sempre cheio de promessas. E os rituais alimentam os nossos sonhos e dão vida às nossas celebrações. Na passagem de Ano Novo, não podemos deixar de aproveitar a oportunidade para enchermos o coração de esperança e começar tudo de novo. E para que a festa corra muito bem, há algumas tradições e rituais que não podemos esquecer...
- Fogos e barulho. No mundo inteiro o Ano Novo começa entre fogos de artifício, buzinadas, apitos e gritos de alegria. A tradição é muito antiga e, dizem, serve para espantar os maus espíritos. As pessoas reúnem-se para celebrar a festa com muitos abraços.
- Roupa nova. Vestir uma peça de roupa que nunca tenha sido usada combina com o espírito de renovação do Ano Novo. O costume é universal e aparece em várias versões, como trocar os lençóis da cama e usar uma roupa de baixo nova.
Origem do Ano Novo
As comemorações de Ano Novo variam de cultura a cultura, mas universalmente a entrada do ano é festejada mesmo em diferentes datas.
O nosso calendário é originário dos romanos com a contagem dos dias, meses e anos. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado em 25 de Março, data que marcava a chegada da primavera.
As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1º de Abril. O Papa Gregório XIII instituiu o 1º de Janeiro como o primeiro dia do ano, mas alguns franceses resistiram à mudança e quiseram manter a tradição. Só que as pessoas passaram a pregar partidas e ridicularizar os conservadores, enviando presentes estranhos e convites para festas que não existiam. Assim, nasceu o Dia da Mentira, que é a falsa comemoração do Ano Novo.
Tradições de Ano Novo no mundo:
Itália: O ano novo é a mais pagã das festas, sendo recebido com Fogos de artifícios, que deixam todas as pessoas acordadas. Dizem que os que dormem na virada do ano dormirão todo o ano e na noite de São Silvestre, santo cuja festa coincide com o último dia do ano. Em várias partes do país, dois pratos são considerados essenciais. O pé de porco e as lentilhas. Os italianos se reúnem na Piazza Navona, Fontana di Trevi, Trinitá dei Monit e Piazza del Popolo.
Estados Unidos: A mais famosa passagem de Ano Novo nos EUA é em Nova Iorque, na Time Square, onde o povo se encontra para beber, dançar, correr e gritar. Há pessoas de todas as idades e níveis sociais. Durante a contagem regressiva, uma grande maçã vai descendo no meio da praça e explode exactamente à meia-noite, jogando balas e bombons para todos os lados.
Austrália: Em Sydney, uma das mais importantes cidades australianas, três horas antes da meia-noite, há uma queima de fogos na frente da Opera House e da Golden Bridge, o principal cartão postal da cidade. Para assistir ao espectáculo, os australianos se juntam no porto. Depois, recolhem-se a suas casas para passar a virada do ano com a família e só retornam às ruas na madrugada, quando os principais destinos são os “pubs” e as praias.
França: O principal ponto é a avenida Champs-Elysées, em Paris, próximo ao Arco do Triunfo. Os franceses assistem à queima de fogos, cada um com sua garrafa de champanhe (para as crianças sumos e refrigerantes). Outros vão ver a saída do Paris-Dacar, no Trocadéro, que é marcada para a meia-noite. Outros costumam ir às festas em hotéis.
Brasil: No Rio de Janeiro, precisamente na praia de Copacabana, onde a passagem do Ano Novo reúne milhares de pessoas para verem os fogos de artifício. As tradições consistem em usar branco e jogar flores para “Yemanjá”, rainha do mar para os brasileiros.
Inglaterra: Grande parte dos londrinos passa a meia-noite em suas casas, com a família e amigos. Outros vão à Trafalgar Square, umas das praças mais belas da cidade, à frente do National Gallery. Lá, assistem à queima de fogos. Depois, há festas em várias sítios da cidade.
Alemanha: As pessoas reúnem-se no Portal de Brandemburgo, no centro, perto de onde ficava o Muro de Berlim. Tradicionalmente, não há fogos de artificio.
Curiosidade: Em Macau, e para todos os chineses do mundo, o maior festival do ano é o Novo Ano Chinês. Ele é comemorado entre 15 de Janeiro e 15 de Fevereiro de acordo com a primeira lua nova depois do início do Inverno. Lá é habitual limparem as casas e fazerem muita comida (Bolinhos Chineses de Ano Novo - Yau Gwok, símbolo de prosperidade). Há muitos fogos de artifício e as ruas ficam cobertas de pequenos pedaços de papel vermelho.
Cada cultura comemora seu Ano Novo. Os muçulmanos têm seu próprio calendário que se chama “Hégira”, que começou no ano 632 d.C. do nosso calendário. A passagem do Ano Novo também tem data diferente – 6 de Junho, foi quando o mensageiro Mohammad fez a sua peregrinação de despedida a Meca.
As comemorações do Ano Novo judaico, chamado “Rosh Hashanah”. É uma festa móvel no mês de Setembro (este ano foi 6 de Setembro). As festividades são para a chegada do ano 5763 e são a oportunidade para se deliciar com as tradicionais receitas judaicas: o “Chalah”, uma espécie de pão e além do pão, é costume sempre se comer peixe porque ele nada sempre para frente.
O primeiro dia do ano é dedicado à confraternização. É o Dia da Fraternidade Universal. É hora de pagar as dívidas e devolver tudo que se pediu emprestado ao longo do ano. Esse gesto reflecte a nossa necessidade de fazer um balanço da vida e de começar o ano com as contas acertadas.
Tradições Portuguesas:
As pessoas valorizam muito a festa de Ano Novo, porque sentem o desejo de se renovar. Uma das nossas tradições é sair às janelas de casas batendo panelas para festejar a chegada do novo ano. Nos dias 25 de Dezembro e 1º de Janeiro, costumamos comer uma mistura feita com as sobras das ceias, que são levadas ao forno. O ingrediente principal da chamada “Roupa Velha” é o bacalhau cozido, com ovos, cebola e batatas, regados a azeite.
Para as superstições, comer 12 passas durante as 12 badaladas na virada do ano traz muita sorte, assim como subir numa cadeira com uma nota (dinheiro) em uma das mãos. Em várias zonas do litoral, há pessoas que mesmo no frio do Inverno conseguem entrar na água e saudar o Ano Novo.

LER TODO O ARTIGO...

Curiosidades sobre os meses do ano

Mais uma sexta-feira. Uhhh, tá passando rápido o tempo heim!
Falando nisso, hoje coloco para o deleite dos leitores deste site intelectual a origem dos nomes e algumas curiosidades sobre os meses do ano.

Janeiro: É o primeiro mês do ano nos calendário juliano e gregoriano. É composto por 31 dias. O nome provém do latim Ianuarius, décimo-primeiro mês do calendário de Numa Pompílio, o qual era uma homenagem a Jano, deus da mitologia romana. Júlio César estabeleceu que o ano deveria começar na primeira lua nova após o solstício de inverno, que no hemisfério norte era a 21 de dezembro, a partir do ano 709 romano (45 a.C.).
  • Fevereiro: É o segundo mês do ano, pelo calendário gregoriano. Tem a duração de 28 dias, a não ser em anos bissextos, em que é adicionado um dia a este mês. Já existiram três dias 30 de Fevereiro na história. O nome fevereiro vem do latim februarius, inspirado em Februus, deus da morte e da purificação na mitologia etrusca. Originariamente, fevereiro possuia 29 dias e 30 como ano bissexto, mas por exigência do Imperador César Augusto, de Roma, um de seus dias passou para o mês de agosto, para que o mesmo ficasse com 31 dias, semelhante a julho, mês batizado assim em homenagem ao Imperador Júlio César.
  • Março: O mês de março é o terceiro mês do ano no calendário gregoriano e um dos sete meses gregorianos com 31 dias. O seu nome deriva do deus romano Marte.
  • Abril: É o quarto mês do calendário gregoriano e tem 30 dias. O seu nome deriva do Latim Aprilis, que significa abrir, numa referência à germinação das culturas. Outra hipótese sugere que Abril seja derivado de Aprus, o nome etrusco de Vénus, deusa do amor e da paixão. É por esta razão que surgiu a crença de que os amores nascidos em Abril são para sempre.
  • Maio: É o quinto mês do calendário gregoriano e tem 31 dias. O seu nome é derivado da deusa romana Bona Dea da fertilidade. Outras versões apontam que a origem se deve à deusa grega Maya, mãe de Hermes.
  • Junho: É o sexto mês do calendário gregoriano e tem 30 dias. O seu nome é derivado da deusa romana Juno, mulher do deus Júpiter.
  • Julho: É o sétimo mês do ano no Calendário Gregoriano, tendo a duração de 31 dias. Julho deve o seu nome ao imperador romano Júlio César, sendo antes chamado Quintilis em latim, dado que era o quinto mês do Calendário Romano, que começava em Março. Também recebeu esse nome por ser o mês em que César nasceu.
  • Agosto: Do latim Augustus, é o oitavo mês do calendário gregoriano. É assim chamado por decreto em honra do imperador César Augusto. Este não queria ficar atrás de Júlio César, em honra de quem foi baptizado o mês de julho, e, portanto, quis que o “seu” mês também tivesse 31 dias. Antes dessa mudança, agosto era denominado Sextilis ou Sextil, visto que era o sexto mês no calendário de Rômulo/Rómulo (calendário romano).
  • Setembro: É o nono mês do ano no Calendário Gregoriano, tendo a duração de 30 dias. Setembro deve o seu nome à palavra latina septem (sete), dado que era o sétimo mês do Calendário Romano, que começava em Março. Na Grécia Antiga, Setembro chamava-se Boedromion.
  • Outubro: É o décimo mês do ano no calendário gregoriano, tendo a duração de 31 dias. Outubro deve o seu nome à palavra latina octo (oito), dado que era o oitavo mês do calendário romano, que começava em março. Uma curiosidade é que outubro começa sempre no mesmo dia da semana que o mês de janeiro, quando o ano não é bissexto.
  • Novembro: É o décimo primeiro mês do ano no calendário gregoriano, tendo a duração de 30 dias. Novembro deve o seu nome à palavra latina novem (nove), dado que era o nono mês do calendário romano.
  • Dezembro: É o décimo segundo e último mês do ano no Calendário Gregoriano, tendo a duração de 31 dias. Dezembro deve o seu nome à palavra latina decem (dez), dado que era o décimo mês do Calendário Romano.
Curiosidade sobre o calendário:
Embora não houvessem comunicações e nem os povos antigos conhecessem outros modelos mais precisos para a contagem do tempo, foram os calendários mais simples como a lunação e os sete dias da semana que permitiram aos historiadores refazer em tempo real todos os eventos históricos.
Fontes: Nova Enciclopédia Barsa e Wikipedia (a enciclopédia livre)
LER TODO O ARTIGO...

Sabia que a Voz Envelhece?

A voz é um som produzido pela vibração do ar que é retirado dos pulmões pelo diafragma e que passa pelas cordas vocais sofrendo alterações influenciadas pela boca, lábios e língua.
Como as demais partes do corpo, a voz também envelhece. Este envelhecimento é provocado pela ação natural do desenvolvimento do organismo onde há o engrossamento das cordas vocais, a redução de movimentos das articulações, alterações hormonais e emocionais, maus hábitos, calcificação das cartilagens, atrofia da musculatura laríngea e a perda da capacidade pulmonar.
O período de melhor desempenho vocal está entre os 25 e os 40 anos de idade, mas pode haver exceções quando se possui boa saúde física e psicológica, além de fatores genéticos, sociais, ambientais e raciais.
As alterações vocais também podem variar de acordo com o sexo. Pessoas do sexo masculino tendem a iniciar o processo de alteração vocal por volta dos 30 anos de idade, enquanto pessoas do sexo feminino semente iniciam este processo por volta dos 50, quando ocorrem alterações no organismo decorrentes à menopausa.
  • Para evitar o envelhecimento vocal ou atrasá-lo é necessário:
  • Usar a voz corretamente;
  • Beber no mínimo dois litros de água por dia;
  • Evitar bebidas destiladas;
  • Evitar o fumo e a cafeína;
  • Evitar falar alto ou baixo, rápido, descompassadamente e por muito tempo;
  • Evitar pigarrear.
LER TODO O ARTIGO...

As principais curiosidades do beijo

Para beijar, o ser humano movimenta 29 músculos (12 dos lábios e 17 da língua). · Um beijo apaixonado pode significar a aplicação de uma pressão de 12 quilos sobre os lábios. Já um beijo dado em um bebê pode ser pesado em gramas.

Uma pessoa troca, em média, 24 mil beijos (de todos os tipos, dos maternais aos apaixonados e até os roubados) ao longo de sua vida.
Um beijo pode repassar 250 vírus e bactérias diferentes. Quando se beija alguém, resíduos de sua saliva permanecem em sua boca por 3 dias.
As batidas do coração sobem, em média, de 70 para 150 vezes por minuto durante o beijo. Isso força o coração a bombear 1 litro de sangue a mais, pois as células pedem mais oxigênio para trabalhar.
Os beijoqueiros sofrem menos de doenças do aparelho circulatório, do estômago e da vesícula. Diminuem também os casos de insônia e de dores de cabeça.

Quando um dos namorados beija o pescoço do outro com mais força, provoca um aumento de pressão no local que pode romper os capilares (vasos bem frágeis). Forma-se uma mancha proveniente do sangue que escapou e ficou preso embaixo da pele.
Em cada beijo, os apaixonados trocam 9 mg de água, 0,7 g de albumina, 0,18 g de substâncias orgânicas, 0,711 mg de gorduras e 0,45 mg de sais.
O americano Alfred A. E. Wol estabeleceu o recorde mundial de beijos. Ele beijou 8.001 pessoas em oito horas.
O escultor francês Auguste Rodin, de tantos delírios amorosos que viveu com Camille Claudel, imortalizou o beijo em uma de suas mais famosas obras, “O Beijo”.
O final da Segunda Guerra Mundial foi anunciado em 1945. Na comemoração, um soldado beijou uma enfermeira no meio da rua. A foto, de Alfred
Eisenstaedt, foi publicada na revista Life e depois rodou o mundo.
Se você pensa que, quando beija, só sua boca trabalha, está completamente por fora. Fique sabendo que todo o seu organismo entra em ação.
Além dos seus cinco sentidos paladar, olfato, audição, visão e tato entrarem na jogada.
Os médicos e os psicólogos alemães concluíram que aqueles que beijam, faltam menos ao trabalho por motivo de doença do que aqueles que não beijam. Aqueles que beijam, também sofrem menos acidentes no trabalho, ganham 20 a 30 por cento a mais e vivem aproximadamente cinco anos a mais.
O Dr. Arthur Sazbo, um psicólogo alemão, diz que a razão desta ótima fortuna é a energia positiva que o beijo passa para aqueles que beijam no começo do dia. Conseqüentemente, se você quiser ter mais dias felizes, saudáveis, ser bem sucedido, e viver mais, você deve beijar o seu amor antes que você vá trabalhar, todos os dias.
Um beijo é geralmente a primeira vez que dois povos têm um contato próximo um com o outro. Uma fonte anônima no “Livro dos Beijos” por William Bastão descreve um beijo como algo que você não pode dar sem fazer exame, e não pode fazer exame sem dar. Uma outra fonte anônima diz que você não deve esperar para conhecer melhor alguém antes de beijá-la, você deve beijá-la primeiramente para depois então você conhecê-la melhor.
A beleza do beijo é que traduz cada língua e religião. Jr. de Vaughn Bryant, professor do departamento de antropologia no Texas A&M, dita que o primeiro beijo erótico foi trocado aproximadamente 1500 A.C. na Índia. Antes desse tempo não há nenhuma evidência (tabuletas de argila, pinturas da caverna ou registros escritos) que indique o histórico do beijo. Bryant disse também que o ato de friccionar e pressionar os narizes e a troca das línguas entre amantes, se popularizou aproximadamente em 1500 A.C.
Foram os Romanos que descobriram o beijo. Os Romanos beijavam-se cumprimentado uns aos outros, beijavam as vestes e os anéis de seus líderes e estátuas dos deuses mostrando sua submissão e respeito.
É um fato científico que beijar estimula nosso cérebro a produzir o oxytocin, um hormônio que nos dá aquela ótima sensação que sentimos ao beijar.
Sabe-se também que a química provocada faz com que um beijo alerte outro. Quando nós beijamos, os interiores de nossas bocas e as bordas de nossos lábios produzem uma substânciaquímica que aclama para mais beijos.
Um estudo em 1997 na universidade de Princeton concluiu que nossos cérebros estão equipados com os neurônios que nos ajudam a encontrar os lábios de nossos amantes no escuro. Não é nenhuma novidade que muitos casais apreciam se beijar em um teatro escuro.
HÍMEM era o nome do deus grego que realizava casamentos.
Veado virou sinônimo de gay porque, durante o inverno, os machos desse tipo de animal dormem juntos, um agasalhando o outro.
A palavra MASTURBAÇÃO vem do latim MASTURBARI e significa poluir-se.
LER TODO O ARTIGO...
Related Posts with Thumbnails

Discover Brazil

Leve-me com você




 
2009 Template Buc�lico|Templates e Acess�rios